Companhia

Quem, se eu gritasse, ouvir-me-iaNa hierarquia dos anjos?(Rainer Maria Rilke – Elegias de Duíno) Que lamento meu seria capazDe, elevando-se aos céus,Acordar um anjo qualquer.Um mensageiro, que dissesse:– Aqui estou! Alvissareiro,Trago-te o que tu’alma requer. Ou, então, que grito poderiaRomper as tenebrosas brumasDeste meu caminho e despertarAlguma fada. Que me dissesse:– Aqui estou! Alvissareira,Trago-te porção … Continuar lendo Companhia