“Geórgia – O amor de um rapaz”

Este foi o primeiro conto que escrevi. Surgiu carregado da influência do Romantismo nas minhas leituras, haja vista os romances de José de Alencar, Machado de Assis e Aluísio Azevedo, além da poesia de Castro Alves.

A tentativa de escrever foi, na verdade, seguindo a trilha do padre Francesco Barone, pároco de Guanambi no período que foi do final da minha infância ao início da minha adolescência. O padre escrevia dramas, que levava para o palco e eu fui, em alguns desses encenações, aprendiz de ator, sempre em papel secundário.

Escrevi outros textos, já com as características de drama, mas que não os submeti à avaliação do padre, tive receio de não ser aprovado. Pena, pois aí eu me recuei e não mais escrevi. Quem sabe para poupar as pessoas de peças e textos medíocres. Quem sabe…

Abaixo um trecho da abertura do conto:

Conheci-a numa bela noite do mês de agosto. Fomos apresentados no jardim de uma ampla praça, onde brincavam os seres humanos mais felizes da face da Terra: as crianças.
– Encantado em conhecê-la,chamo-me Alexander. Disse eu.
– Obrigada! É um prazer, para mim, conhecer um jovem tão alegre, eu me chamo Geórgia. Respondeu a moça ao meu cumprimento, sorrindo.

Caso seja do seu interesse, pode ler o conto todo em PDF. Acesse aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s